Friday, January 27, 2012

Cinco perguntas para Simeon Coxe lll (Silver Apples)



Em 1967 Simeon Coxe lll e Danny Taylor formaram uma das bandas mais diferentes e inovadoras de toda a história da humanidade: Silver Apples. Em apenas dois discos (“Silver Apples”, de 1968, e “Contact”, de 1969) eles criaram praticamente toda uma linguagem musical que hoje em dia podemos apenas chamar de "moderna", dada a novidade do seu som. A dupla ainda gravaria um terceiro disco, mas vários fatores impediram seu lançamento na época (e acabaram levando a dupla à dissolução, em 1970). Cada um seguiu seu caminho, até que em 1996 Simeon resolveu reformular os Silver Apples, primeiramente gravando material novo (o single “Fractal Flow”) e, na sequência, retomando as apresentações ao vivo. O ano de 1998 marca o lançamento de “The Garden” (o famoso terceiro disco, gravado originalmente em 1970) e também a volta de Danny Taylor como baterista dos Silver Apples. Em 2005, Danny faleceu, infelizmente, mas Simeon continua com o Silver Apples, fazendo cada vez mais shows, especialmente em grandes festivais pelo mundo todo!

Eu conheci os Silver Apples uns 15 anos atrás, mais ou menos, pelo que me lembro e, desde então, eles têm sido uma das maiores inspirações pra a música que eu faço. Gosto muito da simplicidade das gravações e das texturas sonoras criadas pelos osciladores (e pelo cérebro brilhante) do Simeon. Uns 3 anos atrás tive o prazer de contatar o Simeon (e o Ron Fenhagen, manager dele a algum tempo) pela primeira vez e, desde então, temos nos falado por emails e tenho corrido atrás de shows para eles no Brasil. No final do ano passado conversava com o Gutie, produtor do Festival Rec Beat (em Recife) e um dos assuntos foi sobre a possibilidade dele trazê-los para o Rec Beat e foi isso, deu certo, teremos Silver Apples no Brasil! As apresentações serão em fevereiro próximo (a agenda certinha, com todas as datas, eu publico na sequência). Enviei um email com cinco perguntas pro Simeon, que ele me respondeu com rapidez e com toda a simpatia e carinho que sempre demonstrou. É legal ver que alguns dos maiores gênios são também as pessoas mais simples e queridas!


ASTRONAUTA - Simeon, recentemente você fez alguns shows com o Hans-Joachim Roedelius (das bandas Kluster, Cluster e Harmonia), em um projeto chamado Silver Cluster. Eu gostaria de saber como aconteceu este contato entre você e o Roedelius e se, na época do Cluster (alguns anos após a gravação dos dois primeiros álbuns dos Silver Apples), você e Danny Taylor sabiam da existência da cena alemã de música eletrônica (e das experiências e pesquisas anteriores feitas pelo compositor Karlheinz Stockhausen) e também se tinham conhecimento do que viria a ser conhecido posteriormente como “krautrock”?

SIMEON – Nem eu nem Danny tínhamos conhecimento do fenômeno “krautrock” até depois da dissolução dos Silver Apples e de tomarmos rumos separados. Nossas influências eram americanas (rhythm and blues, soul e rock). A apresentação com o Roedelius foi idéia do Geoff Barrow, do Portishead. O Portishead era responsável pela curadoria do festival All Tomorrow’s Parties e escolheu artistas que eles gostavam. O Portishead me convidou para tocar “We Carry On” com eles, como música de encerramento do festival (vimeo.com/30698090) e foi bombástico!

ASTRONAUTA – Existe uma gravação dos Silver Apples com o Jimi Hendrix (lançada no disco “Selections from the early sessions”, 2008). Eu li que este encontro aconteceu nos intervalos das gravações suas e dele. Em algum momento existiu a possibilidade deste encontro acontecer novamente? Vocês mantiveram o contato com o Hendrix depois desta gravação?

SIMEON – Sim, por várias semanas, enquanto estávamos gravando no mesmo estúdio, nos encontrávamos quase diariamente. Nós falamos sobre Danny gravar a bateria na música, mas isso nunca aconteceu. Danny não tinha certeza de qual poderia ser sua contribuição, dada a natureza quase não-rítmica da música.

ASTRONAUTA – Em 1967 o sintetizador (especialmente o MOOG) estava surgindo no mercado e começando a se popularizar. No ano seguinte Walter Carlos lançou seu álbum “Switched-on Bach”. Na época, você e Danny tinham conhecimento disso? Em algum momento você pensou em incluir um sintetizador no seu set de osciladores?

SIMEON – Em 1969 um amigo nosso comprou um dos primeiros Moogs e convidou-nos para dar uma olhada. Nós mexemos um pouco nele, mas pareceu um pouco grande e complicado, com todos aqueles cabeamentos para se fazer, etc. E custava MUITO caro. Nós estavamos criando a reputação de construirmos/montarmos nosso próprio equipamento, então nunca usamos algo comprado em loja.

ASTRONAUTA – Eu percebo que a música criada por você e pelo Danny estava muito a frente do seu tempo, especialmente pelo fato de que, no periodo que vocês gravaram seus primeiros dois discos, estava começando a aparecer um movimento musical (o rock progressivo) no qual a grande quantidade de notas e escalas eram fatores determinantes para a música acontecer. Os Silver Apples estavam muito mais ligados a uma música minimalista. Isso era uma coisa intencional ou simplesmente aconteceu?

SIMEON – Era espontâneo. Nós não eramos musicólogos, não sabiamos diferenciar “minimal” de “maximal”, apenas nos sentíamos emocionalmente mais ligados à abordagem mais simples da música e tocávamos o que sentíamos. Eu nunca achei que a abordagem “progressiva” da música, com suas combinações de notas confusas e acordes complexos, continha algum sentimento – era apenas showbiz.

ASTRONAUTA - Você ainda tem todos aqueles osciladores que usava nos anos 60? Os osciladores que você utiliza hoje em dia (e os sons sampleados, que você também utiliza nas apresentações) são os mesmos que você utilizou nos primeiros dois discos?

SIMEON – Nem todos eles. Em 1979 alguns foram destruídos em um furacão que inundou a cidade de Mobile, no Alabama, onde eles estavam guardados. Mas eu ainda possuo alguns deles e achei substitutos para outros na internet.


Para maiores informações sobre os Silver Apples: www.silverapples.com

Festival Rec Beat 2012: www.recbeat.com





Ah, e este foi o "mapa de palco" enviado pelo Ron Fenhagen para o Rec Beat!!!



Simeon Coxe lll e eu, depois da passagem de som no Sesc Vila Mariana no dia 17 de fevereiro de 2012:

4 comments:

  1. Replies
    1. Obrigado, Lísias!!!! Um abração e nos vemos dia 17, no SESC Vila Mariana!!!!

      Delete
  2. Link interessante e bastante completo, com informações bacanas, documentos raros e fotos legais dos Silver Apples, em um blog massa!
    http://galacticramble.blogspot.com.br/2010/10/silver-apples-very-special-market.html

    ReplyDelete